0 thoughts on “Os Levados da Breca nº 365

  1. iehaiuaehaiueaeh!
    eu também maltrato quem liga por engano!
    uma vez 7 da manhã num sábado durante as férias um doido varrido ligou e me acordou. Porre de sono, ao constatar que era engano, falei debilmente: “morreu”. e a pessoa: “han?” ieuahiauehaue então eu tirei o telefone do ouvido, esperei uns minutos, mudei a voz e falei: “alô? ah, desculpe meu filhinho, ele é peralta mesmo, coisa de criança! com quem quer falar?” então a pessoa disse um nome de homem lá e eu falei: “ele saiu ontem a noite e ainda não voltou! eu pensei que ele iria praí, que estranho…” desliguei! ieuaheuaiehaue já pensou era a esposa dele? ;p ok ok, eu sou sem noção mesmo *.*

  2. Pois é, essa tira foi inspirada na antiga história de uma amigo meu que, ao receber uma ligação por engano, disse que a pessoa que estava sendo procurada tinha morrido. No fim ele fez a pessoa sair correndo pra casa do amigo “falecido” acreditando que o velório estava acontecendo lá.

  3. AUHSUAHSUAHSUAHS imagiino a cara da pessoa chegando a casa do amigo pro velório, e encontrando ele vendo tv, ou sei lá o que! hahahhahaha

    ótiiima tirinha! =D

  4. Essa tira deu margem a dupla interpretação.

    eu pensei na primeira vez que eu li que não foi engano, o Arthur mentiu que o pai morreu e mentiu pro pai que foi engano para que não interrompessem o momento pai-e-filho que é ver o jogo!

    Mas agora vejo que viajei demais.

  5. isso mesmo? então essa interpretação de que foi realmente engano é a errada e na verdade, ele mentiu pro homem que ligou e pro pai? O.O
    agora sim eu me confundi!

  6. Hahaha! Isso mesmo, a tira dá margem à dupla interpretação. Não dei muita bola em deixar isto claro porque em qualquer uma dos sentidos o Artur teria passado um belo trote!

Deixe uma resposta